Como é feito o peeling químico

COMO É FEITO O PEELING QUÍMICO

Se você busca uma pele livre de cravos e espinhas, com a aparência saudável e mais viço, o peeling químico é um excelente tratamento.

Considerado como um procedimento estético seguro e eficaz, o peeling é capaz de remover as células mortas e promover uma renovação da pele, melhorando a autoestima do indivíduo.

Caso se sinta inseguro para realizar o peeling químico, continue a leitura deste artigo e confira como é feito o tratamento.

Conheça mais sobre o peeling químico

Apesar de existir outros tipos de peeling, este é um dos métodos mais indicados e realizados nas clínicas de estética, inclusive aqui na Royal Face.

Para quem não conhece, o peeling químico é uma técnica de renovação celular da pele que ocorre através de substâncias químicas.

Ao ser aplicado corretamente, o procedimento é muito eficaz em peles castigadas pela acne, manchas de espinhas ou Melasma, rugas e marcas de expressão.

O peeling químico é minimamente invasivo e super seguro, porém ele precisa ser realizado por um profissional qualificado e especializado na área.

O grande diferencial deste procedimento é que ele apresenta um pós muito satisfatório.

Como é realizado o peeling químico

Antes de realizar o peeling químico, o profissional fará uma avaliação da pele do paciente para identificar se o procedimento estético é indicado e se não há alguma contraindicação para a realização do tratamento.

Se a pessoa estiver apta para realizar o peeling, o responsável pelo procedimento vai limpar a pele para remover a oleosidade e demais impurezas.

Depois, se for necessário, uma esfoliação poderá ser realizada, com o auxílio de um creme esfoliante ou um peeling mecânico. 

E assim, o procedimento poderá ser iniciado. 

Entre os produtos que podem ser utilizados no peeling químico estão:

– ácido retinóico;

– ácido mandélico;

– ácido tricloroacético;

– ácido lático;

– ácido kójico;

– hidroquinona;

– ácido tioglicólico;

– ácido salicílico;

– ácido tranexâmico;

– fenol.

O tempo de duração e a substância química ideal serão escolhidos pelo profissional capacitado para realizar o peeling químico após a avaliação da pele.

 A abordagem do peeling e suas funções

Existem algumas abordagens diferentes para a realização do peeling químico.

Confira quais são elas:

  • Superficial

Como o nome já diz, esta técnica remove a camada superficial da pele.

Ela é mais indicada em casos de remoção de rugas superficiais, marcas de acne e clareamento de manchas.

  • Médio

Já neste método o peeling atinge a derme e a epiderme.

Seus benefícios são voltados para pessoas que possuem acnes e rugas mais profundas.

  • Profundo

Aqui o peeling químico pode vir a atingir o nível mais interno da pele, a hipoderme.

Essa técnica é mais indicada para pacientes que querem remover cicatrizes, sejam de acidente ou de acne, ou para peles prejudicadas pelo sol.

É importante compreender que os peelings mais superficiais podem ter a necessidade de duas ou mais sessões.

Já o peeling profundo deverá ser feito em apenas uma única sessão, devido ao grau de profundidade que atinge a pele.

 Faça seu tratamento estético com a Royal Face

Agende uma avaliação gratuita com a Royal Face e descubra se o peeling químico é o tratamento estético ideal para cuidar da sua face.

Nossa clínica conta com um espaço super equipado, com total conforto para os pacientes, além de uma equipe repleta de profissionais competentes e produtos de confiança, autorizados pela Anvisa.

Venha para a Royal Face e cuide do seu bem mais precioso: VOCÊ!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

logotipo royal face